LUSCHI - Dragagem, Impermeabilização

Artigos Técnicos

Artigos Técnicos

Instrumentos Legais Aplicados à Dragagem no Brasil

Para a complexa cadeia logística de atividades de dragagem (retirada + transporte + despejo) e de gerenciamento do material dragado, tem-se um abrangente arcabouço jurídico e normativo, tendo em vista a regulamentação e a regulação dessas atividades que envolvem as áreas de: segurança do tráfego aquaviário, autorização da atividade de dragagem, licenciamento ambiental e avaliação do material dragado.

Faça o download do artigo sobre dragagem.

Efeitos da dragagem sobre a qualidade de sedimentos contaminados

Este trabalho visa avaliar os impactos causados pelas atividades de dragagem sobre a qualidade dos sedimentos do canal do Porto de Santos, priorizando o levantamento de dados tendo vista o entendimento das alterações da partição, biodisponibilidade e toxicidade de contaminantes decorrentes destas atividades.

Faça o download do artigo sobre dragagem.

Dragagem, transporte e disposição final de sedimento de leito de rio

As obras de Ampliação da Calha do Rio Tietê fazem parte de medidas estruturais que visaram ao aumento da capacidade de vazão para o controle das enchentes na RMSP. A regularidade da capacidade de vazão dependerá, dentre outras ações, de dragagens de manutenção e retirada do material dragado, cuja destinação é bastante problemática. O objetivo deste trabalho é a elaboração de um estudo sobre o processo de dragagem, transporte e disposição final de material de leito de rio por meio da apresentação do processo adotado no estudo de caso: Ampliação da Calha do Rio Tietê Fase II.

Faça o download do artigo sobre dragagem.

Aproveitamento da areia gerada em obra de desassoreamento

Em decorrência do assoreamento do leito do Rio Paraibuna, no município de Paraibuna/SP, a captação de água para a Estação de Tratamento de Águas (ETA) desse município vem enfrentando problemas com a sucção de areia e outros detritos, fato este que diminui a capacidade de captação e aumenta o desgaste de equipamentos. No presente caso, o problema de assoreamento caracteriza uma situação emergencial em virtude do risco iminente de paralisação das bombas na ETA e, consequentemente, do serviço público essencial de distribuição de água potável para o município.

Faça o download do artigo sobre desassoreamento.

Estudo da aplicação do resíduo de decantador de ETA como auxiliar de floculação no tratamento de água

Os resíduos gerados nas Estações de Tratamento de Água (ETAs) são decorrentes das diversas etapas do tratamento da água, em especial da descarga de decantadores. A prática mais comum no Brasil de disposição desse resíduo é diretamente em corpos hídricos, podendo causar impactos negativos ao meio ambiente. Em geral, as ETAs apresentam dificuldades no gerenciamento dos resíduos devido os altos custos com transporte e disposição, o aumento constante no consumo de produtos químicos, dentre outros complicadores.

Faça o download do artigo sobre resíduo de decanters.

Desidratação de lodos de estação de tratamento de água

As estações de tratamento de água (ETAs), que utilizam sulfato de alumínio férrico e possuem sistema de extinção para a cal, geram dois principais resíduos: o lodo de ETA, retido nos decantadores durante a etapa de clarificação da água, constituído principalmente por hidróxidos de alumínio, argilas, siltes, areia fina, material húmico e microrganismos e o resíduo de cal, impureza insolúvel removida do processo de extinção da cal virgem, constituído principalmente de carbonato e hidróxido de cálcio.

Faça o download do artigo sobre desidratação de lodos.

Análise dos procedimentos para avaliação de desempenho de sistemas fechados com geotêxtil para desaguamento

No Brasil e no mundo, processos de vários setores distintos geram grandes volumes de resíduo com alto teor de umidade. O lançamento deste tipo de material no meio ambiente, sem prévio tratamento, ou mesmo sua disposição em lagoas específicas, tem grande potencial de impacto ambiental. As bolsas e tubos de geotêxtil que já vinham sendo utilizadas desde a década de 80 para controle de erosão e aterros hidráulicos, preenchidas com material granular, passaram também a ser empregadas para contenção de lodos e sedimentos contaminados. A partir das primeiras aplicações bem sucedidas, surgiram pesquisas para estudar os sistemas de desaguamento e de disposição, buscando melhorar o processo de retenção e de desaguamento de sedimentos de alto teor de líquido, reduzindo o volume e aumentando a percentagem de sólidos do material retido, possibilitando reduzir o impacto ambiental.

Faça o download do artigo sobre tubo geotêxtil.

 

Todos os diretos dos trabalhos são reservados aos seus autores.

Receba nossas notícias