LUSCHI - Dragagem, Impermeabilização

Horto Florestal

Horto FlorestalOs serviços de revitalização do lago da Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade - FEENA foram concluídos em agosto de 2013 e acompanhados pela gestora do parque, Jessie Palma. O projeto compreendia a retirada e contenção de sedimentos, reforma do complexo hidráulico e muro de contenção, restauração da antiga estação de tratamento de água e paisagismo.

A LUSCHI executou o serviço de remoção de 21.000 m3 de sedimentos, por meio de escavadeiras à cabo, conhecidas por “draglines”. O transporte do material foi realizado por caminhões basculantes até o bota fora, antiga cerâmica, há uma distância de 2 km do lago. Para chegar ao local indicado para o depósito dos sedimentos, foram utilizados um trator esteira e uma retroescavadeira que fizeram a abertura das ruas de acesso dentro da floresta e a regularização do bota fora.

Além da camada de sólido retirada do fundo da lagoa, a equipe LUSCHI realizou a extração, de forma manual, da vegetação aquática e taboas, tomando todos os cuidados necessários para preservação do habitat aquático e dos animais.
 
Lagoa Assoreada Lagoa Desassoreada
Antes Depois
 
Foram reconstituídos aproximadamente 1000 metros lineares do trecho dos muros da borda do lago, bem como a proteção das margens através da construção de taludes para redefinição dos limites do lago. Foram reaproveitados os tijolos de construções antigas do parque, dessa forma, resgatando um pouco da história do local.
 
Todo o madeiramento e estrutura da ponte localizada sob a barragem foram substituídos, além do guarda corpo para maior segurança dos visitantes do parque. Reparos no vertedouro, além dos componentes da barragem, contemplando peças de madeira e ferro foram substituídos. A canaleta de escoamento da água do lago, que fica logo após o vertedouro, também foi recuperada com alvenaria e tijolos, além de pequenos reparos civis.
 
Para minimizar o impacto da água em curva próximo à barragem existente à jusante do lago, foram implantados 80 m3 de gabião saco, preenchidos com pedra rachão, além disso, foram implantados 120 m3 com blocos de gabião para contenção de sedimentos advindos do Córrego Ibitinga, no total foram instalados 200 m3 de gabião.
 
A antiga estação de tratamento de água foi restaurada do piso ao telhado, compreendendo a substituição do madeiramento comprometido, telhado e piso, bem como a finalização com pintura e envernizamento.
 
Estação de Tratamento de Água - Antiga Estação de Tratamento de Água
Antes Depois
 
O paisagismo do parque foi contemplado com o fornecimento de 25 palmeiras imperiais plantadas ao longo do Jardim das Palmeiras, assim como o plantio de 8.500 m2 de grama esmeralda nas áreas impactadas e outras áreas no entorno do parque. Foram entregues e instalados 30 bancos e 20 mesas com bancos de madeira de eucalipto roliço, além de 40 lixeiras metálicas de 200 litros.
 

Veja também:

Dragagem do lago FEENA

Powered by Spearhead Software Labs Joomla Facebook Like Button

Receba nossas notícias